Valorização de polímeros termoplásticos de difícil reciclagem através do processo de upcycling de resíduos sólidos diversos

Valorização de polímeros termoplásticos de difícil reciclagem através do processo de upcycling de resíduos sólidos diversos

A Política Nacional de Resíduos Sólidos estabeleceu, através das ferramentas de controle, as diretrizes sobre a questão da gestão, pública e privada, de resíduos sólidos no país. Uma das ferramentas de destaque apresentadas pela PNRS foi o Plano Nacional de Resíduos Sólidos, o qual introduziu uma cartilha de boas práticas com vistas a uma gestão social e ambientalmente adequada dos resíduos.

A PNRS tem obtido, desde sua regulamentação, avanços significativos nas questões relativas a gestão de resíduos sólidos. Através de uma estratégia que previu o compartilhamento de responsabilidades (logística reversa) entre todos os entes envolvidos na cadeia de produção, distribuição e comercialização dos produtos, que em uma fase pós consumo se transformarão em resíduos, a PNRS conseguiu fomentar a criação de acordos setoriais e redes de trabalho eu vem desenvolvendo um papel fundamental para o alcance das metas previstas na lei.

Apesar dos muitos avanços proporcionados pela PNRS ainda existem diversas questões que se colocam como grandes obstáculos a serem vencidos para uma efetiva solução quanto ao tema no Brasil. O processo desenvolvido pela startup Bio 8 traz um caráter inovador na gestão de resíduos sólidos. Através de um modelo patenteado único no Brasil a gestão proposta permite o desenvolvimento de pesquisas e inovação de processos e produtos que tem possibilitado uma importante abertura no mercado de insumos e produtos de diferentes tipos.

A Bio 8 entende que sustentabilidade é muito mais do que dar destino ao lixo, é atender aos aspectos econômicos, ambientais e sociais. A startup atende a esta demanda transferindo sua tecnologia de solução de resíduos, que possibilita fonte de receita na valorização de resíduos sólidos, inclusive os tidos sem valor comercial, de forma sustentável.

Os equipamentos utilizados no processo de beneficiamento, diferentemente de métodos tradicionais, aceitam a mistura de resíduos sólidos diversos. O resíduo é moído e processado no misturador, criando uma massa uniforme e moldável. Após, é prensada em matriz ou injetada, criando novos produtos. A escala é ajustável à necessidade do empreendedor.                                                                                                                           

Heitor Campana

Engenheiro Ambiental - CREA/RS 209583

Compartilhar nas redes

Voltar