"Sustentabilidade é muito mais do que dar destino ao lixo"

Dando sequência à programação do Energiplast 2018, Heitor Aiquel Campana apresentou ao público a BIO8, uma startup que propõe em seu modelo de negócio a valorização de resíduos sólidos por meio da transferência de tecnologia, conectando geradores, empreendedores e mercados. A cooperativa surgiu em 2017 com o objetivo de trabalhar o problema do desvio dos plásticos que poderiam voltar para reciclagem e, consequentemente, a evasão de recursos. “Colocam o plástico como vilão, enquanto que ele como polímero de engenharia consegue se expandir para além da cadeia”, destacou Campana, mostrando aos participantes exemplos de materiais que podem ser incorporados ao plástico, como o EVA, resíduos do setor de fumo e têxteis e de revestimento automotivo.

Os equipamentos utilizados no processo de beneficiamento, diferentemente de métodos tradicionais, aceitam a mistura de resíduos sólidos diversos. O resíduo é moído e processado no misturador, criando uma massa uniforme e moldável. Após, é prensada em matriz ou injetada, criando novos produtos. A escala é ajustável à necessidade do empreendedor. “Sustentabilidade é muito mais do que dar destino ao lixo, é atender aos aspectos econômicos, ambientais e sociais”, destacou.

Fonte: https://energiplast.wordpress.com/2018/09/11/sustentabilidade-e-muito-mais-do-que-dar-destino-ao-lixo/

Compartilhar nas redes

Voltar